Série Canadá

Bonjour a toute! (Olá a todas!)

Finalmente vou compartilhar com vocês um pouco da viagem que maridão Thiago e eu fizemos para o Canadá. Nesse primeiro post, vou explicar um pouco sobre os preparativos e o porquê de termos ido para Québec. No final do texto, deixarei todas as indicações de serviços que falarei por aqui.

Bom, foi quase um ano planejando essa viagem, pois fizemos praticamente tudo por nós mesmos, desde escolher a escola, hospedagem, comprar passagens, até pesquisar alguns lugares legais para passear. Claro que fizemos isso para poupar uma graninha e investir na própria viagem, e essa é a dica para quem quer economizar: façam o que puderem por vocês mesmos ou contratem pessoal que trabalha com turismo no próprio país. Vale mais a pena.

Escolhemos passar nossas férias na parte francófona do Canadá, na província do Québec. Isso porque há algum tempo vínhamos estudando francês e a ideia era fazer uma imersão para aprender de vez a língua.

DSC_0505

O imponente Château Frontenac – Hotel localizado no centro velho de Québec

Aliás, pra quem quiser aprender francês sem sair de casa aqui no Brasil, vale a pena investir um tempo no curso on-line da BBC, o Ma France. Eu estudei por seis meses com esse curso e Thiago estudou por quase um ano. Se tiver disciplina, dá para aprender muita coisa e se preparar para um curso intensivo fora do país.

Pegamos um voo que saiu de São Paulo, com escala em Toronto e foi até Québec City. Comparando com passagens que passam pelos USA sai um pouco mais caro, mas para nós compensou, pois não temos o visto americano e para pisar nos USA, ainda que seja em escala, você precisa ter o bendito carimbo no passaporte.

DSC_0235

Aeroporto Pearson em Toronto

DSC_0251

CN Tower vista lá de cima

Na hora de escolher a escola em que estudaríamos, pesquisamos bastante e lemos bons reviews sobre a Bouchereau Lingua International – BLI. Eles oferecem programas intensivos de acordo com a sua disponibilidade de tempo e tem um preço muito competitivo. Além disso, tem escola em Québec City e Montreal, assim poderíamos continuar o mesmo programa que iniciaríamos em Québec.

Se alguém tiver interesse em estudar ou passear por lá, podem falar com a Thaís, da Hi-Bonjour Travel, que trabalha com os alunos estrangeiros. Ela mora em Montreal e é brasileira, então facilita para o público que ainda não é fluente no francês ou inglês. Foi ela também que nos forneceu um super roteiro de viagem, com lugares a visitar em Québec e Montreal, onde se hospedar, dicas culturais, sobre transporte, onde comer e tudo mais. Tudo customizado e adequado à nossa realidade. Junto às nossas pesquisas, foi uma ajuda e tanto para economizar tempo durante a viagem.

Escolhemos dividir nossos 30 dias de férias em 2 semanas em Québec City e 2 semanas em Montreal. Queríamos sentir a atmosfera de cada lugar e conhecer as diferenças entre as duas cidades que, pelo que todos que já tinham ido pra lá diziam, tem peculiaridades bem diferentes.

Chegamos em Québec em 6 de abril, um dia frio (-5), com sol e céu bem azulado e deixamos nossas bagagens no apartamento (Le Meribel de Quebec) que havíamos alugado no quartier (bairro) Saint-Roch. Escolhemos ficar em um local próximo à escola (10 minutos à pé) e o preço desse apartamento confortável, e só pra gente, estava imbatível. Foi a melhor coisa que fizemos.

Seguem fotos dos primeiros dias e minhas primeiras experiências québécoises. Pra não ficar só no bla bla bla e fotos, seguem duas expressões em francês pra vocês aprenderem:

– Bonjour, ça va? Olá, tudo bem?

– À toute à l’heure! Até mais tarde!

DSC_0263

Saindo do aeroporto em direção ao centro de Québec

DSC_0267Lojinha de cupcakes que encontramos na região de Saint-Roch

DSC_0268Prato típico do Québec – Poutine. Fritas, molho de carne, queijo, frango e/ou carne

DSC_0272Mesmo o meu sendo maior, quis provar o poutine italiano do Thiago

DSC_0276Detalhes do restaurante

DSC_0278Rua St. Joseph

DSC_0279UO e suas coleções stylish lindas

DSC_0288

Fachada da nossa casinha em Québec City

DSC_0296Interior do apartamento – super quentinho!

DSC_0305Pancakes (Crêpes em francês) + Maple Syrup, o caldo doce divino

DSC_0316E no segundo dia resolveu nevar

DSC_0319Pista de patinação indoor no shopping Les Galeries de la Capitale

DSC_0320O carrossel mais lindo, tinha vasinhos de flores no topo

Nesse shopping encontrei lojas como H&M e La Baie, gigante de departamentos com diversas marcas. Os melhores preços encontrei nessas duas lojas, mas confesso que me decepcionei um pouco com os valores em Québec City. Não tem tanta coisa em conta, nem uma grande opção de lojas, mas se garimpar, dá pra achar algo. O cenário muda um pouco quando você vai para Montreal, mas falarei disso em outro post.

Curiosidades do Québec:

– Tudo, tudo, tudo é escrito em inglês e francês. A província é legalmente reconhecida como bilingue, mas em Québec City o povo faz questão de te puxar para o francês. Falam inglês, mas dão preferência para o francês.

– Ville du Québec (Québec City) é, em média, 5 graus mais fria que Montreal.

– Durante inverno e até boa parte da primavera (enquanto reina o frio), após às 17h, as ruas ficam bem vazias. Isso porque o comércio, na maioria dos dias, fecha nesse horário.

Serviços e lugares: 

Hi-Bonjour Travel: http://hibonjourtravel.com/

Escola BLI: http://international.blicanada.net/

Le Meribel de Québec, apartamento onde ficamos. A proprietária, Lisette Émond, é super simpática e fala francês e inglês: http://www.lemeribel.ca/

Les Galeries de la Capitale: http://www.galeriesdelacapitale.com/fr/

RTC, empresa de ônibus de Québec. Dá pra pesquisar itinerários e ver os horários: http://www.rtcquebec.ca/

Metro, supermercado com comida boa a preços acessíveis: http://www.metro.ca/index.fr.html

Logo tem mais, com passeio pela Vieux (Velha) Québec e as desventuras da primeira semana falando francês.

À bientôt!! (Até logo!)

Advertisements

2 thoughts on “Série Canadá

  1. Olá!
    Também estamos pensando em fazer imersão no Canadá. Eu em francês e a esposa em inglês. Inicialmente iríamos somente para Montreal, mas com o seu post, agora estamos pensando em Quebec com Montreal. Também estamos sendo atendidos, por email, pela Thaís. Gostaram da escola BLI? Foi a primeira experiencia em curso de imersão? Iremos em meados de maio até final de junho. Espero não pegar neve! rs

    • Oi, Ramiro! O combo Montreal + Quebec é muito legal porque você consegue conhecer as duas cidades que tem realidades diferentes. Quebec é pequena e mais provinciana, com um centro antigo muito lindo e bem europeu. Montreal é cidade grande, mas com uma parte aniga bacana também, mas tem outros ares por ser cidade maior. Gostamos muito da BLI sim. Na época que fomos, preferimos a escola de Quebec por ter uma estrutura melhor e também tivemos mais interação com alunos em níveis mais avançados, o que nos ajudou a ralar mais para aprender a língua. Mas me parece que a escola de Montreal melhorou bem e o resultado também vai depender das suas expectativas. A Taís é ótima, super profissional, foi muito bacana com a gente, indico de olhos fechados.
      Precisando de mais alguma dica é só falar!
      Tenha uma ótima jornada por lá e à bientôt!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s