Sobre ruivice, salão e revista nova!

Hey, people! Olha eu aqui outra vez.

Sem chororô da falta de atualização (como eu queria atualizar com frequência… um dia vai), mas estou devendo um post sobre descobertas e news recentes que preciso compartilhar com vcs.

Então vá lá, que título doido é esse acima? Acomodem-se na poltrona, preparem-se para as fortes emoções porque finalmente consegui a cor de cabelo que eu queria \o/ Palmas, até que enfim! A ruivice dos sonhos demorou, mas chegou. Mas vou contar que teve A assessoria de quem entende, viu… Negócio de só ficar tingindo em casa não  rolou 100% por  aqui não, rs.

E é aí que entram os outros dois assuntos: salão e revista nova.

Eis que vejo nas redes sociais uma amiga (Valeu, Van!) precisando de personagem para uma matéria de transformação (cabelo) e logo me candidatei. Contei toda a saga ruiva pela qual já passei (anos tentando o tom dos sonhos) e não é que o pessoal da revista curtiu? A revista em questão é a BeautyFree e a matéria entraria na edição de lançamento deles. Mega vergonha e responsa. Jornalista que é personagem de matéria a gente só vê por aqui haha

Toda empolgada que fiquei, lá fui eu para o salão Vimax Art Hair Beauty no dia e horário combinado. Fui super bem recebida pela equipe toda, mas quem ficou mesmo com a tarefa de transformar minhas madeixas em Irish Ginger foi o Júnior, queridíssimo e muito profissional. Como o tom do meu cabelo é castanho escuro, passei por uma descoloração total (oxigenada para que te quero) e depois disso vieram umas 2 tonalizações com tons acobreados diferentes.

Falando assim parece mega simples, mas não é. Fiquei o dia inteiro no salão, mas valeu muuuito a pena. A descoloração não foi feita toda de uma só vez para não ficar com a cor chapada. Júnior se preocupou em puxar mechas, deixar o descolorante mais e menos tempo em ação e até rolou um aquecimento do hair para acelerar o clareamento de algumas mechas.

No final, nem acreditei que consegui chegar ao tom que eu sempre achei lindo. Trabalho muito profissional da turma do Vimax, indicadíssimo para quem está em SP ou vem prá cá em busca de bons profissionais.

Sobre a duração da ruivice, tenho que dizer que fiquei surpresa. A cor durou quase dois meses (recorde para tonalidade ruiva) e retoquei as raízes esses dias, aproveitando para tonalizar o restante do cabelo.

Nas fotos: salão Vimax todo estiloso; me divertindo no making of; na revista, vergonha master; com o Júnior, responsável pela mega transformação e depois do retoque, com a minha sobrinha bonequinha Isabella =)

Jornalista na revista e a vergonha?

E passou o tempo, eis que estou indo trabalhar um dia e dou de cara com a Beauty Free, em primeira mão, sendo distribuída para a galera na saída do metrô. Vergonha master, peguei uma edição e saí correndo pra ler. Confesso que a experiência de ver minha cara estampada ali não foi a mais agradável de todas, rs, muita vergonha! Mas o conteúdo da revista surpreendeu. Dicas muito boas sobre maquiagem, cabelo, unhas, saúde e tudo de graça, meninas. Pra quem ainda não conheceu o material, vale a pena entrar no site e conferir tudinho. Eles já estão na terceira edição. Parabéns pessoal!

Obrigada a todos do salão Vimax que tão bem me receberam e ao pessoal da Beauty que estão dando um banho de beleza na mulherada!

Bjs pra vcs!

Vimax Art Hair Beauty – Shopping Vila Olímpia – Rua Olí­mpiadas, 360 loja 601 – 5 andar – (11) 3045.6979

Revista Beauty Free – http://www.facebook.com/RevistaBeautyFree 

Advertisements

5 thoughts on “Sobre ruivice, salão e revista nova!

  1. Oi Bárbara, super obrigada!

    Pra chegar nesta cor definitiva, passei um dia todinho no salão, foi cansativo, mas valeu a pena. O pessoal optou por descolorir meu cabelo todo, pois tenho cabelo castanho bem escuro. Eles fizeram uma decapagem, descoloração com água oxigenada e descolorante em pó, mas fizeram isso com muitos tipos de mechas diferentes, deixando um pouco mais de tempo em umas e menos tempo em outras, pra dar um ar de naturalidade.

    Depois de descolorir o cabelo, o cabeleireiro usou tonalizantes no tom 6, 7 e 0.4. O tom mais escuro ficou para as raízes e o mais claro para o resto do cabelo, pra ficar natural e não com uma cor chapada. Eles usaram algum tipo de fixador de cor também, que eu não sei bem o que é, rs.

    Sou super a favor de DIY (faça você mesma) mas pra eu chegar nesta cor, não teria conseguido sozinha, e olha que eu tentei bastante hehe

    Pra manter a cor agora tenho usado o tonalizante Color Touch, 7/43 + Emulsão Color Touch 4%. Tem dado certo, fiz no salão uma vez e em casa outra vez, mas sei que vou ter que retocar as luzes na raíz em breve se quiser manter o ruivo total.

    Se quiser ver a reportagem com explicações na revista, segue o link

    http://www.revistabeautyfree.com.br/#!index.php/edicao-1/

    Espero ter ajudado, se ficar com dúvidas, é só escrever!

    Bjs!!

  2. A saga ruiva é complicada mesmo! ahahaha
    Então, eu fui no salão, meu cabelo natural era um loiro escuro talvez.. aí ele fez umas luzes e não chegou a passar a tinta por cima, passou um tonalizante tom laranja só, pra não agredir muito o cabelo.. mas não dura né, e agora faz 2 semanas e já estou praticamente loira de novo, aí estou a procura de algum tonalizante pra passar por enquanto, até eu criar coragem de partir pra tinta de verdade e meu cabelo resistir! Pedi uns do Celso Kamura, e estou pensando em passar esse da color touch que você falou mesmo, mas estou com medo de escurecer meu cabelo, quando vc fez em casa, você passou diluído em creme branco? Ou percebeu que escureceu seu cabelo? Obrigada, mais uma vez! Beijos

    • Então Bárbara, como vc mesma disse, tonalizante não dura… e essa questão de tinta estragar o cabelo, olha, ao meu ver vai muito da tinta e da manutenção que vc dá no cabelo depois. Eu já judiei bastante do meu hair, mas o bichinho continua firme e forte, graças a Deus, e ao tratamento pós-tintura que eu sempre tento fazer. Muita hidratação com creme bom e uns oléozinhos de argan também vão bem. Ao meu ver, vale a pena juntar um dindin e investir em um creme tipo Loreal Profissional ou Kerastase, do que comprar um monte baratinho que não fazem muito efeito rs. Esses cremes duram mto pq a gente só usa um pouquinho pra hidratar e eles mantém o fio do cabelo super em dia e saudáveis.

      A colortouch eu usei com a emulsão color touch de 4% que é uma água oxigenada própria deles, não escureceu não. Mas, cada cabelo reage de um jeito né. Bom é seguir direitinho como eles mandam na caixinha,o tempo de pausa e tals. Acho que só com creme não ia fazer mto efeito pra mim pq minha raíz é escura. Aliás, última vez que fui passar o colortouch nem pegou na raíz e tive que apelar pra tinta de novo.
      Aí pegou na raíz e o cabeleireiro emulsionou as pontas no final da tintura, tipo uns 5 minutinhos só. A cáca é que eu comprei Celso Kamura 7.40 em vez de Majirel 7.4 que era a cor original. Resultado? Fiquei com a raiz mais laranjona gritando e as pontas mais pro loiro acobreado, mas até que ficou legal rs. MAs fica a dica, nunca mudar muito a cor que você já fez.E que qualquer número diferente pode fazer a diferença tb.

      Próxima vez to querendo passar Majirel 7.4 na raíz e ver se volta pra cor mais uniforme. Seu cabelo está que cor? Me manda uma foto para maryanna.salve@gmail.com quem sabe consigo ajudar melhor.

      Bjs e boa sorte!

  3. Só vi agora sua resposta… acabei passando tinta mesmo, a keune 8.34, mas achei que não ficou ruivo não e já quero passar outra, faz 1 mês já.. vou te mandar foto por email!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s